Rotaract é homenageado no revezamento da tocha olímpica

O Presidente da Rotaract Brasil conduziu a tocha em Caçapava do Sul

O clima olímpico contagia todo o país. Aos pontos o espírito esportivo toma conta dos corações dos brasileiros. A emoção de receber os tradicionais jogos que começaram na Grécia antiga, agora em terras tupiniquins. As Olimpíadas do Rio só começam em agosto, mas o fogo simbólico da competição roda as cidades do país disseminando a alegria de receber esse grande evento mundial. Nessa integração entre nações, o Rotaract teve a honra de conduzir a tocha olímpica em Caçapava do Sul.

A indicação para o Rotaract Club ser um dos escolhidos a levar a tocha, partiu do companheiro Pedro Freitas. Ele indicou o programa de jovens líderes do Rotary Internacional pelos relevantes serviços prestados para as suas devidas comunidades. O comitê de organização do revezamento da tocha avaliou e considerou justa a homenagem a todos os rotaractianos do Brasil.

O escolhido para essa honrada missão de representar os rotaractianos foi o atual presidente da Rotaract Brasil, Deivid Forgiarini. “Foi mágico. A magia se deu, porque eu sabia que não era apenas eu naqueles poucos 200 metros. Havia uma série de pessoas que junto comigo acreditam em um mundo melhor. Naquele ato não apenas me representava, mas representava quase 8 mil líderes divididos em mais de 600 clubes em todo o país. São jovens líderes que acreditam e fazem um mundo diferente”, destaca

As Olímpiadas e o Rotary têm objetivos em sinergia. A promoção da paz e da união entre os povos está fortemente vinculada aos dois. De acordo com o Comitê Olímpico do Brasil o intuito dos jogos é contribuir na construção de um mundo melhor, sem qualquer tipo de discriminação, e assegurar a prática esportiva como um direito de todos. Os jogos olímpicos ocorrem no Rio de Janeiro de 5 a 21 de agosto.

 

Conteúdo produzido por Patricia Kuhn, integrante da Gerência de Jornalismo da Rotaract Brasil

Comentários no Facebook